Protetor auditivo com certificado vencido garante adicional de insalubridade a metalúrgico

O Ministério do Trabalho exige o certificado para que seja reconhecida a eficácia do equipamento. A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Teksid do Brasil Ltda. a pagar adicional de insalubridade em grau médio a um metalúrgico que utilizou por três anos um protetor auricular com certificado de aprovação vencido. Segundo a ministra Kátia Magalhães Arruda, relatora do recurso, foi constatado o fornecimento do protetor em todo o período do contrato de trabalho, mas o equipamento fornecido não atendia aos requisitos da Norma Regulamentadora 6 do Ministério do Trabalho.

Leia mais


Editorial, 06.NOVEMBRO.2018 | Postado em Geral

STF confirma jurisprudência do TST sobre estabilidade da gestante

O STF decide que a estabilidade de gestante começa no início da gravidez. Na quarta-feira (10/10/2018), o Supremo Tribunal Federal confirmou o entendimento do TST, convencionando que a estabilidade de emprego da gestante começa a partir do início da gestação, sendo desnecessária a comunicação prévia ao empregador.

Leia mais


Editorial, 29.OUTUBRO.2018 | Postado em Geral

Nota Pública

Nosso escritório de advocacia, por seus sócios Cleriston Bulhões, Lacerda Brito e Leon Mattei, e toda nossa equipe Solidariza-se com o dirigente Sindical Leonardo Urpia pela lamentável agressão de que foi vítima no dia de ontem, ao tempo em que reafirmamos nosso compromisso com direito inalienável à liberdade de expressão, a democracia, e nosso repúdio a todo tipo de violência.

Leia mais


Editorial, 26.OUTUBRO.2018 | Postado em Geral

Supremo Tribunal Federal Homologa a Terceirização Ampla, Geral e Irrestrita.

O Supremo Tribunal Federal - STF, por maioria, apreciando o tema 725 da repercussão geral, no processo do recurso extraordinário RE 958252 fixou a tese de que: "É lícita a terceirização ou qualquer outra forma de divisão do trabalho entre pessoas jurídicas distintas, independentemente do objeto social das empresas envolvidas, mantida a responsabilidade subsidiária da empresa contratante".

Leia mais


Editorial, 03.SETEMBRO.2018 | Postado em Geral

Adicional de 25% deve ser pago a todo aposentado que precise da ajuda permanente de terceiros

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), seguindo o voto-vista da ministra Regina Helena Costa, que lavrará o acórdão, decidiu por maioria de cinco a quatro que, comprovada a necessidade de auxílio permanente de terceira pessoa, é devido o acréscimo de 25% em todas as modalidades de aposentadoria pagas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Leia mais


Exibindo 5 de 8